segunda-feira, 18 de agosto de 2008

...Enganxado engraxado encantado.



Talvez se entrássemos nessa dança louca do dia dia

entendessemos um pouco dessas coisas que nos parecem ser;

se fugissemos um pouco do que nao queremos ver,

ou pintassemos um pouco da calçada;

ou olhassemos para fora da janela só um pouco;

Talvez fosse calmo nosso dia, talvez estivessemos com
preguissa

ou quem sabe se falassemos em alto e bom tom sobre a vida,

ou fingissemos não ter quando nada tinha,

Talves se passassemos a cola no dia;

ou gritassemos para fora sem medo;

Talvez se quisessemos mais que tudo,

porém uma dose do absurdo,

Talvez isso fosse mais caro; talvez fosse mais raro,

eu riria da vida enquanto curto,

ou comesse algo bom,

Talvez eu flutuaria ou sairia dessa

pra uma melhor,

longe de tudo que fosse sagrado perto de tudo que fosse
errado,

Talvez não fosse tão errado errar na rua enquanto chove,

talvez não devesse ficar preocupado e deixar

que a vida tome suas próprias providencias;

quem sabe a providencia é por minha conta,

de tomar a divina providencia, ou encontrá-la na rua,

sentir saudade, espirrar e acender a luz.

Encostando talvez fosse bom.

Talvez fosse engraçado.

...enganxado,

...engraxado,

...encantado.

Talvez sim, talvez não.

Geison Aquino

4 comentários:

Potira disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Potira disse...

...

Um dia só me bastaria pra fugir, pra anos-luz daqui...



Um carro corre pra chegar, logo a um lugar, é lá que eu quero chegar...



Um dia um ladrão - Pato Fu


Estes são trechos da música que eu estava ouvindo enquanto li teu texto...

Adoro esta música!!!! E achei que ela combina com teu texto...


Abraços

Joana Heck disse...

Talvez teria sido amor a primeira vista... se ela não tivesse dobrado a primeira esquina...

Tadeu Marcon disse...

Poetas são assim, meio sem nexo
nos dizeres, e precisos nos prazeres artísticos.
A ele,
Beleza não é mero adereço de Damas,
Vida, é mais que aventura-surprise,
o amor (ainda) significa ao poeta muito mais
que um distúrbio comportamental do afeto;
A ele,
tudo isso, e todo o mais
são palavras!
(e não pressuponha pouca coisa)
É pura em mistura pós tritura à cura
da alma do mundo.

Continua Amigo, colore a calçada com giz
desenha avião, céu e nuvem azul
o trajeto completo
do percurso (a ser) comprido.
Mastiga o sol como chiclete e não se apegue
Ao normalmente correto
Juntos e sós,
no paralelismo do universo..

O Profeta sabe,
O Poeta não cala,
Palhaçadas de um menino gigante!

E Louco.

(Parabéns Sr. Geison!)

;)