segunda-feira, 2 de março de 2009

Passaros ao vento. Folhas cantantes. E Cabelos Verdes.


O sol nascente de uma manha, que esperava ansioso no sonho da noite. Uma menina bela de cabelos vermelhos que voam ao vento, que gosta de verde e de bolinhos de chuva. A chuva chegou e passou. O sol nasceu duas vezes!

O amarelo do Sol, o cinza do céu e o marrom do lodo!

Cabelos vermelhos não foram vistos, e o rumo a tomar seria outro!

Bicicletas com rodas que viram carros com rodas! Mas as rodas de um ônibus rodaram mas não trouxeram cabelos vermelhos!

Cores. As cores de um dia ensolarado e chuvoso! Juntom aos animais e as folhas cantantes!

Pesca, poda, nada, roda!

Nada roda no mundo cinza! As nuves giram e rodam, e levam pra longe a chuva!

Não daríamos nada pelo dia, mas o dia nos deu muito!

Nos deu seus fenomenos, e nós fomos felizes, livres.

A alegria nos domina perto dos passaros ao vento. De dia de noite! Seco ou molhado!

Nada, cavalga, roda, campo, verde amarelo azul e cinza!

Amigos, luz que rodeia o ser, sorriso amarelos nos olhos azuis!



E aquela velha explicação: É porque somos nós! Sem mentiras, nós.

Ou, porque ser feliz nos consome muito?


Cabelos Vermelhos ficaram, e aumentaram a ânsia de vê-los, cabelos verdes de folhas de passaros de lodo marrom, azul e cinza!

4 comentários:

Joana Heck disse...

Lindo!

Joana Potira disse...

.


Como diz uma amiga minha...

ppapapapapapaapappapaappapapapa



Meu Deus amigo!!!



Que coisa mais linda...

Um encanto...



Poesia para um grande dia com a possibilidade de outros ainda maiores...

=)

Tadeu Marcon disse...

Era o cabelo mais lindo que já havia visto. Apaixonei-me antes pelos fios de sua cabeça aos traços de sua face. Foi quando encarou-me taciturna, levou a mão à cabeça e tirou a piruca num só jesto. Afoguei-me no lodo, enxuguei-me nas folhas.

Eu careca?
:D

julio mateus nascimento disse...

amiguinho.. esse dia foi magico... so quem estava la sabe disso